Começo do fim

 

Era 9 de março de 1936, uma tarde de segunda-feira. No Karar Ashram em Puri, Swami Shri Yukteswar chamou seu discípulo, um jovem monge, “Narayan! Narayan!” Narayan, que estava sempre presente aos pés de seu mestre, chegou até ele. Shri Yukteswar declarou: “É a minha hora de partir do mundo, Narayan! Hoje vou deixar esse corpo! Ao ouvir isso, Narayan ficou muito perturbado e não conseguiu controlar sua tristeza. Shri Yukteswar pediu: “Você pode me pegar um copo de água? “Narayan rapidamente trouxe um copo de água, mas quando ele o entregou ao mestre, o copo caiu no chão.

Shri Yukteswar observou: “Você já notou como eu estou sendo separado de você Narayan? Mas não fique chateado. Seu amor, serviço e devoção ao Guru são incomparáveis. Eu estou muito satisfeito com seu serviço. Nosso relacionamento é verdadeiramente eterno”.

Swami Sri Yukteswar Lotus PostureO anoitecer caiu e o dia estava prestes a terminar. O sol estava se pondo. Shri Yukteswar chamou uma outra pessoa, Krutivasa e disse: ” Krutivasa, rápido, vá à estação ferroviária de Puri e peça a Prabhas para informar Yogananda, que agora está em Calcutá, que eu estou saindo do meu corpo esta noite. Ele pode chegar a Puri pelo trem noturno.  Chegou minha hora de partir. ” (PrabhasGhosh, era um primo irmão de Paramahamsa Yogananda e um oficial executivo no departamento ferroviário.  Naquele tempo, não havia conexões telefônicas diretas e as mensagens deveriam ser enviadas de estação para estação. Assim que Prabhas em Kharagpur, recebeu a mensagem, informou Paramahamsa Yogananda e fez todos os arranjos para que ele fizesse a sua viagem a Puri naquela  mesma noite). Mas Yoganandaji não foi informado sobre a declaração de Shri Yukteswar de que estava deixando seu corpo.

Sentado em uma cama pequena na postura de lótus, Shri Yukteswar pediu a Narayan para segurar seu peito e as costas com as duas mãos. Narayan seguiu sua orientação e o grande mestre e iogue entrou em meditação profunda. Seu corpo parecia calmo e relaxado. Uma vibração suave subiu de seu coração para a fontanela produzindo um som divino parecido com o som ‘Om’. Quando esse som se fundiu ao som cósmico, o grande mestre deixou seu corpo físico, que ficou um pouco mais enrijecido.  Sem perceber que o mestre havia partido, Narayan continuou sua massagem.

yukteswar__yoganandaEnquanto isso, Krutibasa voltou da estação ferroviária. Swami Narayan pediu a ele que se sentasse perto do mestre e foi pessoalmente buscar um médico discípulo, Dr. Dinakar Rao, que morava ao lado, para examinar o mestre. Após um exame minucioso, o médico declarou que ele havia deixado seu corpo há cerca de meia hora.

Swami Narayan permaneceu imóvel, emocionado, com lágrimas rolando pelo rosto. “Ó Grande Mestre”, soluçou: “Seu jogo nesta terra foi notável. Quem entrou em contato com você foi arrebatado e transformado pela sua divina sabedoria, eterna e ilimitada. Sua alta estatura, braços longos, testa larga e peito forte, seus olhos brilhantes como estrelas, sempre em sambhavimudra, e seu rosto barbudo viverão para sempre nos corações de todos os que tiveram o privilégio de conhecê-lo”.

A criança divina nascida em Serampore às margens do rio Ganga assim terminou sua existência física aos 81 anos em Puri à beira-mar. Mas seus ensinamentos vivem no coração de milhões de buscadores espirituais em todo o mundo.

Hoje, 9 de março, estamos lembrando o Mahasamadhi (partida consciente do corpo) de Swami Shri Yukteswar Giri, outro Guru de Gurudev, que o iniciou no caminho de Kriya Yoga depois de ser dirigido a ele por seu outro mestre, Shri Bijoy Krishna. Vamos então aproveitar esta data para refletir sobre esta citação de Swami Yukteswar direcionada à nós, kriyavans e não kriyavans:

“A vida espiritual não é ficar sentado em algumas posturas, cantando algum mantra ou praticando algumas técnicas. Esperar a auto-realização apenas fazendo isso é como construir castelos no ar. O desenvolvimento adequado do corpo e da mente é essencial.  Abandonando todas as limitações de nossa mentalidade estreita, devemos, cientificamente, praticar e progredir com um objetivo maior em vista.

Com uma mente devotada e aberta, aquele que analisar os ensinamentos dos vários santos sobre a espiritualidade, perceberá a unicidade de seus ensinamentos, que dissipam todo o espírito sectário.”

 

Jai Guru!

Hariharananda_Prabhuji

(De pé Swami Narayan Giri (mais conhecido como Prabhuji), discípulo que cuidou de Swami Sri Yukteswar até o último momento. Sentado no centro entre os monges Paramahamsa Hariharananda.)

 

 

 

 

 

Referências

Texto extraído do livro, Swami Shriyukteshwar, Incarnation of Wisdom, de Paramahamsa Prajnanananda
Imagem 1 [http://sharifahrosso.blogspot.com.br/p/11.html]
Imagem 2 [https://www.sriyukteswar.com/]
Imagem 3 [http://www.krija.lv/eng/outer-inner-universe-destiny/]